Open post

Guia de uso de mídias sociais para empresas B2B

Mesmo com o imenso sucesso das redes sociais em vários campos de atuação, há quem tenha dúvidas sobre a efetividade desses canais para as empresas B2B, ou seja, aquelas cujo público são outras empresas. Mas a grande pergunta que fica é: as empresas não são feitas por pessoas? E essas pessoas não estão nas redes sociais?

É justamente com esse olhar — empresas são feitas por pessoas — que desenvolvemos esse guia de uso de redes sociais para empresas B2B. Com ele, você vai conhecer as vantagens de investir nesses canais de interação e relacionamento e aprender como utilizar essas plataformas para gerar mais negócios para a sua empresa.

Por que estar nas redes sociais é importante para um negócio B2B?

Quando pensamos em negócios B2B, imaginamos marcas relacionando-se com marcas, mas não é isso o que acontece na realidade. Uma pessoa da sua empresa se relaciona com outras pessoas, de outras empresas, ou seja: esse contato é de pessoa para pessoa, e é dessa maneira que você deve planejar a atuação da sua marca nas redes sociais. Essa postura mais aberta traz a oportunidade de se aproximar do seu público e dialogar de igual para igual, criando relacionamentos que abrem portas para novos negócios.

Ao gerar valor para o público da sua empresa através de conteúdo de qualidade e interações que suscitem pensamentos e atitudes positivas, você atrai mais pessoas para o seu negócio e se destaca da concorrência, amplia a visibilidade da sua marca na internet e cria uma presença digital marcante, contribuindo para o fortalecimento da imagem e reputação da sua marca no mercado.

Como começar a usar redes sociais para empresas B2B?

O primeiro passo para colocar sua empresa no mapa dos seus clientes nas redes sociais é criar páginas corporativas nas principais redes sociais utilizadas pelos seus clientes. Segundo o B2B Social Media Report, 76% das marcas possuem páginas corporativos no Facebook ou Twitter, sendo que o Twitter é campeão quando falamos em redes sociais para empresas, pois detém 73% das menções a marcas. Mas não é só com o Twitter e Facebook que a sua empresa deve se envolver. Além delas, estar no LinkedIn e também em outras mídias sociais onde seu público interage com mais frequência é essencial para desenvolver a sua estratégia com eficácia, obtendo maior audiência e melhores oportunidades de negócios. E como saber em quais redes sociais investir?

Como escolher as melhores redes sociais para a sua empresa?

Por mais que o Facebook e o Twitter sejam as redes sociais com mais atuação das empresas, você não deve se basear somente nos dados de audiência para escolher onde vai investir. Conhecer o seu público e as características de cada plataforma é essencial para desenvolver uma boa estratégia de mídias sociais para o mercado B2B.

Facebook

O Facebook possui mais de 1,44 bilhão de usuários, ou seja, milhões de profissionais com os quais sua empresa pode (e deve) se relacionar para gerar mais oportunidades de negócios. No Facebook, você estabelece relacionamentos através da geração de valor, que pode ser feita como compartilhamento de conteúdo relevante para o seu público-alvo, assim como por meio de interações com os seus seguidores, valorizando o debate e a troca de ideias sobre o seu mercado.

Twitter

O Twitter requer um diálogo ágil e intenso, que provoque os seus seguidores e faça com que eles participem. O público do Twitter é, majoritariamente, de usuários de dispositivos mobile, pessoas altamente conectadas e que esperam respostas rápidas.

LinkedIn

Criado especificamente para gerar relacionamentos de negócios, o LinkedIn é onde você tem maior liberdade para apresentar a sua empresa e dizer o que ela faz. Produzir um conteúdo relevante e compartilhar com seus seguidores auxilia na construção da reputação de sua marca, assim como, fomentar debates sobre temas pertinentes ao seu ramo e atentar-se ao que as pessoas estão falando.

Além disso, você pode incentivar seus funcionários a participarem, gerando mais visibilidade para a sua marca através da atuação em fóruns, debates e grupos de discussão, aumentando sua autoridade no mercado. Pagar perfis premium também pode dar maior liberdade para funcionários emitirem opiniões e transformarem em disseminadores da cultura e valores da empresa na rede.

Instagram

Se a sua empresa gosta de fugir do trivial, estar no Instagram e criar conversas em torno de imagens e vídeos inspiradores é sempre uma boa ideia. O Instragram é uma das redes sociais que mais cresce e atrai público disposto a se relacionarem com as marcas. E isso pode ser um diferencial para a sua empresa no momento de chamar a atenção das pessoas certas nas empresas que você tem como clientes em potencial. Mas atenção, pois deve ser analisado se tem pertinência para o seu negócio.

Pinterest

Outra plataforma que está se destacando como uma das melhores mídias sociais para empresas é o Pinterest, que permite que você segmente seus conteúdos em quadros, atingindo públicos distintos ao mesmo tempo sem que você tenha que criar uma página para cada um. Inspirado nos murais de recortes, ele pode ser utilizado para ter uma comunicação mais próxima com o seu público.

YouTube

Se você quer impactar o público, o YouTube é a rede social certa. Ele reúne todo o potencial da dupla “imagem e som” para criar conteúdo altamente relevantes para os seus clientes. Além disso, você tem a oportunidade de apresentar os seus produtos e serviços de forma dinâmica, podendo compartilhar essa experiência única em várias outras redes sociais, ampliando o alcance da sua estratégia.

Além dessas, existem várias outras plataformas de mídias sociais que você pode utilizar para gerar negócios, portanto, pesquise bem onde o seu público está e como ele interage!

Por Sandra Turchi*

*Sandra Turchi é Sócia-diretora da Digitalents (www.digitalents.com.br). Consultora e palestrante sobre Marketing Digital e E-commerce. Professora nos MBAs da FGV, FIA e ESPM, onde coordena cursos na área digital desde 2008. Foi eleita uma das profissionais de marketing mais atuantes nas mídias sociais no mundo, pela SMMagazine, dos EUA. Foi executiva de Marketing por mais de 20 anos, tendo atuado em diversos segmentos de mercado. Bacharel em Administração pela USP, pós-graduada pela FGV e MBA pela BSP e Toronto University, cursou também empreendedorismo na Babson de Boston. Autora do livro Estratégias de Marketing Digital e E-commerce, lançado pela editora Atlas e do blog www.sandraturchi.com.br, além de ser articulista de diversos portais.

Open post

Qual é a mídia digital mais indicada para a sua empresa?

A tecnologia facilita a vida das empresas, mas também pode confundir em alguns pontos, como na escolha da melhor mídia digital para se investir. São tantas opções que a vontade é utilizar todas, contudo, uma mídia digital eficaz para uma empresa pode não ser para outra.

É aí que entram considerações como conhecer o público-alvo, conhecer o mercado e definir estratégias e objetivos para o marketing digital da empresa. Definidos estes parâmetros, chega a hora de estabelecer os canais de interação com o cliente. E agora? Qual escolher?

Redes Sociais

As redes sociais estão em alta pela velocidade com que distribuem a comunicação e obtêm retorno, medindo em tempo real os resultados de uma determinada ação. As redes sociais com maior investimento de marketing são o Facebook e o Twitter, seguidos do Youtube, de acordo com pesquisa realizada pelo Content Marketing Institute, em 2014.

Para saber em qual rede social investir, analise o perfil do seu público-alvo e verifique se ele realmente usa aquela plataforma, seja Facebook, Twitter, Linkedin, Instragram, Google+ ou qualquer outra rede social.

Mídia Mobile

O ambiente mobile tem muito a oferecer às empresas em inovação e prospecção de clientes, pois seu consumo só tende a aumentar nos próximos anos. De acordo com o IAB – Interactive Advertising Bureau – 73% das pessoas utiliza uma segunda tela enquanto vê TV, ou seja, manipula um dispositivo mobile (smartphone, tablet, etc) enquanto realiza outra atividade.

Outro dado relevante é que o Twitter ainda domina o ambiente mobile, com 80% de seus usuários acessando a plataforma direto de smartphones e outros dispositivos. Esta revelação, feita pela empresa em seu microblog e divulgada também pelo jornal Folha de São Paulo denota a importância da empresa interagir por meio desta rede social ao mesmo tempo que oferta outros tipos de conteúdo mobile.

TV Corporativa ou Digital Signage

Monitores com uma programação pré-aprovada, onde você exibe publicidade, merchandising, notícias e outros tipos de informação de interesse para o seu público. Distribuídos em locais de grande circulação de pessoas, os monitores com digital signage atraem pela beleza e interação, enviando o cliente direto para a sua empresa.

Para saber se esta é uma boa mídia digital para a sua empresa investir, é preciso conhecer os hábitos do seu cliente. Alguns estabelecimentos vendem o espaço em suas próprias TVs Corporativas, o que pode trazer vantagens para o seu empreendimento.

Banners

Os banners em sites de grande acesso na internet trazem bons retornos para as empresas que trabalham com e-commerce por exemplo. Ao exibir um conteúdo relevante ou uma promoção atrativa, seu banner funciona como porta de entrada para o seu site. Para aumentar a taxa de conversão é importante ter uma boa estratégia de landing pages.

Blogs

Investir em blogs é investir em conteúdo de qualidade para atrair, reter e fidelizar clientes. Ao oferecer conhecimento que o seu cliente deseja, você o está atraindo para o seu negócio, divulgando sua marca e aumentando a sua taxa de conversão. Toda empresa deveria ter um blog, mas um blog funcional, atualizado constantemente, com temas relevantes para gerar boa interação. Se a sua empresa ainda não tem, pode começar sua estratégia por essa mídia digital.

As mídias digitais se tornaram tão efetivas no relacionamento com os clientes que são a maior aposta das empresas para os próximos anos. De acordo com o IAB, os investimentos em mídias digitais devem superar os 7 bilhões de reais em 2014 e deve crescer aproximadamente 25% em 2015.

Diante deste potencial enorme, saber qual a melhor mídia digital para a sua empresa exige um extenso trabalho de conhecimento tanto do mercado quanto do cliente, assim como também das tecnologias envolvidas em cada plataforma. Como este trabalho nunca para, é preciso analisar as tendências, testar a ferramenta, monitorar os resultados e ajustar o que for necessário, buscando sempre o feedback do cliente.

Por Sandra Turchi*

*Sandra Turchi é Sócia-diretora da Digitalents (www.digitalents.com.br). Consultora e palestrante sobre Marketing Digital e E-commerce. Professora nos MBAs da FGV, FIA e ESPM, onde coordena cursos na área digital desde 2008. Foi eleita um profissionais de marketing mais atuantes nas mídias sociais no mundo, pela SMMagazine, dos EUA. Foi executiva de Marketing por mais de 20 anos, tendo atuado em diversos. Bacharel em Administração pela USP, pós-graduada pela FGV e MBA pela BSP e Toronto University, cursou também empreendedorismo na Babson de Boston.
Autora do livro Estratégias de Marketing Digital e E-commerce, lançado pela editora Atlas.