Curso presencial ou online – o que é melhor para sua carreira digital?

Para te ajudar a tomar essa decisão, enumeramos nesse artigo as vantagens e desvantagens de ambos os cursos; acompanhe

Você que possui uma carreira digital ou pretende investir nisso deve estar ciente de que as mudanças na internet são constantes e, por isso, é importante manter-se atualizado. O aprendizado contínuo é uma das características de quem possui um mindset digital e busca se destacar no mercado de trabalho. Mas aí você se pergunta: o que vale mais a pena – investir em um curso presencial ou online?

 

Pela força e influência que a internet tem hoje, muitos dos conteúdos antes restritos às salas de aula passaram a ser disponibilizados em plataformas digitais. O vídeo acaba sendo o formato mais utilizado nessa transposição de informações, exatamente por preservar um aspecto importante na relação entre as pessoas: a humanização. Precisamente por causa dessa característica, o formato audiovisual é uma das tendências de 2019 para o mercado digital.

 

Voltemos, então, ao cerne desse artigo – o que vale mais a pena: fazer curso presencial ou online? Bem, já podemos adiantar a resposta: depende. E por que depende? Porque cada pessoa possui um perfil de aprendizado e ambas as modalidades possuem vantagens e desvantagens que se adequam aos mais diferentes perfis. E é sobre essas vantagens e desvantagens que falamos mais abaixo. Vamos lá?

 

Quais as vantagens do curso presencial?

 

A primeira vantagem é a interação com as outras pessoas durante o curso, mesmo que seja por algumas horas do dia ou da semana. Essa interação, naturalmente, permite que sejam feitos grupos de estudos, onde a troca de informações é valiosa para assimilar melhor o conteúdo. Quem tem o perfil mais sociável, aproveita os momentos de interação para fazer networking. Muitas oportunidades e parcerias de trabalho acabam surgindo dessa prática. Muitos cursos presenciais oferecem o material de estudos, como apostilas e livros, no pacote das aulas. Dessa maneira, o custo fica mais em conta. Além disso, por serem recomendados pela instituição de ensino, são conteúdos de confiança e reconhecidos por autoridades no assunto. Há uma gama de material de estudos no mercado e muitas vezes não é fácil saber se a fonte é confiável e renomada.

 

Nem sempre as pessoas têm um espaço adequado para o estudo em suas casas ou dispõem de locais silenciosos nas proximidades. Barulhos da TV, da vizinhança e outras distrações sonoras se tornam um obstáculo para fazer cursos online. Nesse ponto, os cursos presenciais são mais vantajosos, já que as instituições de ensino possuem uma estrutura apropriada para os estudos, com amplas e confortáveis bibliotecas, salas informatizadas e climatizadas, e uma atmosfera que estimula a concentração e aprendizado. Afinal, as pessoas estão ali com o mesmo propósito.

 

Outro ponto que conta a favor dos cursos presenciais é o hábito de ir aos locais de ensino para aprender algum tipo de conteúdo. Antes da transformação digital, de fato, essa era a única maneira de ter acesso ao aprendizado. Até mesmo para fazer pesquisas, tínhamos que ir às bibliotecas. Pela força do hábito, muitas pessoas acabam por optar pelos cursos presenciais, sendo ainda estimuladas pela crença na sociedade de que o aprendizado nessa modalidade é mais efetivo.

 

Quais as desvantagens do curso presencial?

 

A principal desvantagem é conciliar estudo e trabalho. Muitas pessoas passam o dia inteiro envolvidas com suas atividades laborais, que fica bastante complicado encontrar horários na agenda para ir às instituições de ensino. E esse deslocamento também é uma desvantagem, principalmente para quem mora em grandes cidades e se deparam diariamente com congestionamentos e a precária infraestrutura dos transportes públicos. Isso gera cansaço e desmotivação para continuar os estudos.

 

Outra desvantagem para quem trabalha oito horas por dia é conciliar os horários para arcar com compromissos pessoais e com a família – levar e buscar os filhos na escola, ir a consultas médicas, realizar exames, resolver burocracias no banco. Com tantas tarefas para dar conta, fazer um curso presencial se torna inviável. Na correria do dia a dia, chegar nas instituições nos horários pré-determinados vira um pesadelo.

 

Pessoas muito tímidas se sentem desconfortáveis no meio de outras pessoas e com dificuldade até mesmo de levantar a mão para fazer perguntas ao professor. Para elas, os cursos presenciais não são o melhor ambiente para o aprendizado. Fazer trabalhos em grupo e apresentar seminários perante toda a turma são experiências que as desestimulam e, muitas vezes, a fazem cancelar o curso. Os cursos online são uma opção perfeita de estudos para quem tem um perfil mais introvertido.

 

Apesar das instituições de ensino oferecem uma estrutura adequada para os estudos, há aprendizes que encontram dificuldade para se concentrar no meio de outras pessoas, seja por causa das conversas paralelas na sala de aula, pelo entra e sai no meio da explanação ou pelos pequenos barulhos, como o mascar de chicletes ou notificações do celular. Há pessoas com alta sensibilidade auditiva e visual, que movimentos de qualquer natureza ou mudanças na iluminação se tornam grandes incômodos. Para pessoas com esse perfil, fazer cursos online é muito mais proveitoso.

 

Quais as vantagens do curso online?

 

A comodidade de estudar de qualquer lugar é a maior vantagem dos cursos online, principalmente para quem se sente confortável para gerir a própria rotina. Mesmo para pessoas que já possuem uma rotina definida é muito mais confortável fazer cursos online por causa da flexibilidade de horários. Como o conteúdo é disponibilizado em uma plataforma fechada, havendo a possibilidade de fazer download de todo o material ou da maior parte dele, o aprendiz pode acessá-lo a qualquer hora, bastando ter login e senha. Para quem se incomoda com o acúmulo de papéis e materiais físicos, é muito mais conveniente organizar o conteúdo em pastas no laptop ou smartphone. Além disso, arquivos digitais não se danificam ao longo do tempo, diferente do papel.

 

Por não demandarem uma estrutura complexa nem grande quantidade de funcionários, os cursos online possuem preços muito mais em conta. Sem contar a gama de cursos gratuitos sobre os mais diferentes conhecimentos do marketing digital, da produção de conteúdo aos conceitos de SEO, passando por Big Data e ferramentas digitais de análises e métricas. Ainda falando em economia, fazer cursos online elimina custos com transporte e alimentação, e o fato de não precisar se deslocar contribui exponencialmente para a otimização de tempo.

 

Nem sempre todos cursos voltados para a área digital estão disponíveis nas estruturas físicas das instituições de ensino. Dessa forma, a internet permite que sejam feitos cursos oferecidos por qualquer organização ou universidade, mesmo aquelas localizadas em outros países, a milhares de quilômetros de distância da sua casa. E como os cursos online muitas vezes não demandam número mínimo para formação de turmas,o início é imediato, assim que a pessoa realiza o pagamento. Além disso, essa modalidade não oferece riscos de alguns cursos serem até mesmo cancelados pela falta de quórum.

 

Muitos dos conteúdos disponibilizados nos cursos online são mais dinâmicos, pois contam com os mais variados recursos de interatividade. Geralmente as aulas são dispostas em vídeo, o que é mais interessante e motivador do que assimilar informação somente por conteúdo escrito. A duração dos cursos na web também é uma vantagem. Na internet, não há espaço para enrolação, pois quem opta por essa modalidade quer ter acesso direto e rápido aos materiais de estudo. Quanto mais direta a informação, melhor para atrair a atenção dos alunos.

 

Quais as desvantagens do curso online?

 

Naturalmente, a principal desvantagem dos cursos online é a pessoa não contar com um sinal regular de internet, já que todo o conteúdo fica disponibilizado em plataformas digitais. Mesmo que seja para fazer download dos materiais para serem lidos offline, é preciso ter internet para isso. Outra desvantagem é não ter um dispositivo que suporte baixar programas e/ou sistemas necessários para fazer o curso, principalmente aqueles que demandam muitas atividades práticas. Vale ressaltar que acompanhar um curso através dos dispositivos móveis pode não ser tão confortável. O tamanho da tela e a iluminação inapropriada podem causar os mais variados incômodos físicos, como cansaço visual e dor de cabeça.

 

Os cursos online frequentemente não permitem contato em tempo real com o (a) professor (a) e isso inviabiliza que alguma dúvida seja esclarecida de imediato. Claro que a maioria dos cursos disponibilizam chats e outros canais de comunicação, mas o grande volume de mensagens pode não possibilitar que sua pergunta seja lida e respondida. Na sala de aula, mesmo que você não tenha oportunidade de fazer uma pergunta, outros colegas poderão fazê-la e até mesmo sanar uma dúvida em comum.

 

Quando o curso trata de capacitar uma pessoa para manusear ferramentas digitais muito complexas, nem mesmo um vídeo com passo a passo pode ser suficiente. Em casos assim, participar de um curso presencial é mais vantajoso porque o (a) instrutor (a) está à disposição a todo momento para ajudar os alunos em quaisquer dificuldades. Se a ferramenta for paga, o aprendiz terá que comprá-la e isso vai impactar no bolso. Ao fazer um curso presencial, a pessoa terá acesso a todas as ferramentas necessárias, sem precisar pagar mais por isso.

 

A última desvantagem dos cursos online é que nem todas as pessoas têm disciplina para fazê-los por si mesmas. É preciso reajustar a rotina para incluir as horas de estudo necessárias diariamente para concluir o curso em tempo hábil. O mais importante é avaliar o quanto esse sacrifício vale a pena em comparação com os custos dos cursos presenciais, considerando o deslocamento e a rotina fixa de horários. Claro que se a pessoa perde motivação facilmente quando não há um (a) professor (a) impulsionando o aprendizado, o investimento em um curso presencial faz mais sentido.

 

Como você pode ver, são muitos os argumentos para defender o investimento em curso online ou presencial. Queremos deixar claro que valorizamos, acima de tudo, a disposição para aprender. É esse hábito que deve ser cultivado pelos profissionais da área digital, independente do ramo de atuação. Qual passo você vai dar para aprimorar seu aprendizado?

Comentários