rh 4.0

Como o Recursos Humanos pode ajudar na revolução digital das empresas

O RH 4.0 é a peça-chave para a transformação digital das organizações!

No atual processo de transformação digital, não basta aplicar estratégias digitais pontuais. É preciso que as empresas adotem mudanças em todas as áreas, passando a adquirir um perfil digital. Dentro desse contexto, o setor de Recursos Humanos (RH) é o mais preparado para conduzir a transformação digital nas organizações. Isso porque é uma área que pode combinar elementos fundamentais para essa transição, a saber, inovação tecnológica, conhecimento, estratégias, eficiência, valores humanos e satisfação.

Mesmo rodeado por informações sobre a revolução digital, pesquisa recente mostra que apenas 6% das empresas brasileiras podem ser consideradas líderes digitais. O estudo ainda mostra que a maior parte (70%) já contam com planejamento e
investimentos para digitalizar os negócios, sendo que 37% contam com um plano digital maduro e investimentos em inovação, enquanto 33% investem de forma gradual e com maior cautela. Com um cenário ainda engatinhando no Brasil, cabem a vocês,
profissionais de RH, mostrarem as vantagens da transformação digital a seus líderes, capacitando-os para adotarem uma mentalidade digital o quanto antes.

Aliado diretamente à área de Tecnologia da Informação (TI), o RH tem a oportunidade de revolucionar toda a experiência dos colaboradores. Na prática, o setor deve implementar sistemas na nuvem, adotar o design thinking e desenvolver operações em
tempo real, e com essas ferramentas digitais à disposição, ter acesso a um grande número de dados para realizar análises cuidadosas e propor ideias inovadoras e soluções aplicáveis.

O foco do RH também está voltado para a construção da organização do futuro.

As empresas estão contratando profissionais que se sentem aptos ​​em pensar fora da caixa e compartilhar informações de forma transparente. Eles querem uma experiência digital integrada no trabalho, projetada em torno de equipes, produtividade e
desenvolvimento. Sendo assim, seu papel como RH é fazer a união entre pessoas e tecnologia para dar espaço a essa necessidade de experiências melhores.

Para entender melhor o que seria essa contribuição do RH para a revolução digital das empresas, vamos entender o que significa a transformação digital do RH, ou o que chamamos de RH 4.0.

O que é o RH 4.0?

O RH 4.0 é a resposta do segmento de recursos humanos à quarta revolução, liderada pela tecnologia. É uma revolução na qual as funções e os processos, mecânicos e repetitivos, passam a ser automatizados por meio de um software de gestão. Isso
agrega valor estratégico aos profissionais do setor, que podem focar ainda mais no clima organizacional, no bem-estar dos funcionários e em resultados melhores para a empresa.

Há três grandes áreas em que o RH pode ser solicitado para liderar a transformação digital nas organizações:

1. Força de trabalho digital – fomentar novas práticas de gerenciamento, baseadas em uma cultura de inovação e de compartilhamento, e em redes de colaboração.
2. Ambiente de trabalho digital – projetar um ambiente de trabalho que permita a produtividade usando ferramentas de comunicação modernas, e promover, assim, o engajamento, bem-estar e sentido de propósito.
3. Setor de RH Digital – como a própria função do RH passa a operar de forma digital, incentivar o uso de ferramentas e aplicativos digitais para oferecer soluções e inovar continuamente.

Qual o perfil do funcionário de RH 4.0?

● Antes de tudo, são profissionais com perfil multidisciplinar. Como o setor adquire um ambiente mais dinâmico e versátil, é necessário que os funcionários passem por reciclagens contínuas de conhecimentos e habilidades.
● Familiaridade com os recursos on-line, que serão usados para a otimização de tarefas estratégicas do setor, sejam estas plataformas de recrutamento ou ferramentas de comunicação interna.
● Compreender a importância da gestão descentralizada, onde toda a equipe é envolvida na tomada de decisão, no planejamento e estabelecimento de novas ideias e projetos.

Quais os desafios do profissional de RH 4.0?

Promover um cenário favorável para mudanças A tecnologia tem ampliado o leque de atuações e as responsabilidades de cada
funcionário. Cabe aos profissionais do RH 4.0 influenciarem mudanças de mindset nas equipes. É estar à frente dessa transição e colaborar em cada etapa do processo para torná-lo menos conflituoso. O RH 4.0 é responsável por promover a gestão integrada de pessoas e ferramentas a fim de preparar a empresa para:

● Explorar oportunidades
● Construir novas relações de negócio
● Mapear e reconhecer os problemas
● Gerenciar riscos
● Elaborar planos de ação
● Implementar soluções

Lidar com a flexibilidade da jornada de trabalho e novos modelos de contratação

As jornadas de trabalho se tornam cada vez mais flexíveis e boa parte dos funcionários pode realizar suas atividades de qualquer lugar. Contratos temporários, expediente alternativo e trabalho remoto tornam-se práticas cada vez mais comuns.

Como resultado, esse cenário exige estratégias diferentes para a gestão dos talentos. Como, por exemplo, a criação de novas formas para a contabilização de horas trabalhadas. Embora os millennials estejam ocupando atualmente os ambientes de trabalho, ainda existem funcionários que não se adaptaram totalmente às tecnologias digitais. Isso acaba sendo uma obstrução natural para compreender as mudanças necessárias. Daí a importância em ter um RH 4.0 que capacite, oriente e administre o processo de transição.

Analisar dados para avaliar equipes e desempenhos individuais

Com todas as informações dos funcionários inseridas em sistemas de gestão, você consegue acessar esses dados com mais facilidade e rapidez, e pode utilizá-los como base para medir o andamento das equipes e desempenhos individuais. Isso te permite atuar com mais agilidade na correção de rotas e gestão de atividades que podem aumentar as taxas de retenção e engajamento das equipes. Além disso, cada vez mais os colaboradores exigem das organizações programas relacionados ao bem-estar físico, mental, financeiro e espiritual. Essa é uma estratégia corporativa importante e deve ser mensurada com métricas de desempenho e produtividade.

Valorizar carreiras e experiências para reter talentos

Novos caminhos precisam ser viabilizados pelas empresas, ao passo em que o indivíduo e suas experiências passam a ocupar o centro das atenções. As organizações devem estar cientes de que seus modelos de carreira como trajetória ascendente são, muitas vezes, limitantes. É sua responsabilidade contribuir na criação de estratégias para facilitar a mobilidade interna e horizontalizada de talentos. Outro ponto relevante é que as pessoas estão vivendo mais e, consequentemente, trabalhando por mais tempo. O RH 4.0 enxerga essa longevidade e o envelhecimento da população como uma oportunidade.

Quebrar barreiras e mitos sobre tecnologia

Uma das principais barreiras para a aceitação da tecnologia refere-se ao sistema em nuvem. O mito de que não é seguro armazenar informações na nuvem precisa ser superado. É preciso que os negócios se beneficiem das vantagens que essa tecnologia oferece, como praticidade, mobilidade e segurança. As plataformas sociais internas, que promovem uma interação entre colaboradores e podem ser utilizadas também para estimular novas ideias, é uma outra questão que merece ser desmistificada.

Como o Recursos Humanos pode contribuir para a revolução digital das empresas?
Redefina sua missão – O RH 4.0 deve definir seu papel como a equipe que ajuda o gerenciamento e os funcionários a se transformarem e se adaptarem rapidamente ao modo de pensar digital. Esteja familiarizado com estruturas de organização em
equipes, análise de rede organizacional e modelos de liderança digital.

Atualize a tecnologia – Substitua os sistemas tradicionais por uma plataforma em nuvem integrada. Atualize ferramentas antigas de treinamento, recrutamento e gestão do desempenho, e traga sistemas que sejam fáceis de usar.

Construa uma equipe de RH digital – Dedique profissionais para explorar novas soluções de fornecedores e construir outras.

Considere soluções de Inteligência Artificial para melhorar a prestação de serviços, recrutamento e aprendizado.
Organize uma forte rede de business partners – Repense o seu modelo de organização de RH para concentrar os esforços na experiência dos funcionários, na análise, na cultura e no novo mundo da gestão do capital humano. O RH 4.0 compartilha práticas de liderança e sabem o que as outras equipes estão fazendo. Tenha a inovação como estratégia central – Reinvente e inove em todas as práticas da gestão de pessoas. Muitas organizações agora estão usando novas práticas de gerenciamento de desempenho construídas em torno de sessões de design thinking e hackathons.

Traga pessoas jovens para o RH 4.0 – Tenha regularmente pessoas de áreas de negócio em conversas e equipes multidisciplinares de inovação para orientar os líderes seniores. Recrute novos talentos de fora do RH para incluir profissionais com habilidades analíticas.

Faça do benchmark um hábito – Visite outras empresas para ver o que estão fazendo. As equipes de RH podem trazer palestrantes externos, participar de programas de pesquisa e buscar continuamente novas idéias para promover a inovação.

Com essas informações à disposição, agora é o momento de você, profissional do RH, fazer a diferença na sua empresa.

Seja parte dessa revolução digital!

Comentários