Como Integrar O Storytelling Ao Stories Para Fortalecer A Relação Com O Consumidor

Como integrar o storytelling ao Stories para fortalecer a relação com o consumidor

Seja por meio de vídeos, imagens ou GIFs animados, contar estórias no meio digital requer criatividade, conteúdo de valor e ações de engajamento

Entre os seres humanos, o hábito de contar estórias atravessa gerações. Desde tempos antigos, os relatos têm papel fundamental na evolução da humanidade, seja para a preservação de culturas, para estimular o entretenimento, para a transmissão de conhecimentos ou execução de processos ritualísticos, dentre outros. Mesmo nos tempos primórdios, a contação de estórias estava presente no dia a dia da espécie humana, através de desenhos e pinturas no interior das cavernas. Muitos aspectos da nossa formação enquanto pessoas vêm das estórias que ouvimos dos avós, dos pais e professores.

 

Com o passar do tempo, a contação de estórias se modernizou, agregou os recursos do audiovisual e passou a ser conhecida em todo o mundo como storytelling. No marketing digital, o storytelling se tornou uma ferramenta importante para a construção de marcas e fortalecimento da relação com o consumidor. A fórmula é ter uma boa história e contá-la por meio de uma narrativa criativa e interessante. Muitas das vezes é o relato em si que influencia as reações do público, que podem variar desde um choro emocionado à doação a uma causa social, da curtida numa postagem à finalização de uma venda, do compartilhamento de um vídeo à contratação de um serviço.

 

As redes sociais têm se tornado cada vez mais um espaço interessante para praticar o storytelling. Muitas delas permitem postar conteúdo sob os mais diferentes formatos, como vídeo, imagem ou GIF animado, que são imagens com movimento e que se tornaram febre na internet. Com a marca de 1 bilhão de usuários ativos por mês, o Instagram é uma das redes sociais que oferecem o recurso do Stories e, como o próprio nome diz, tem a finalidade de compartilhar estórias. Por mês, o Stories conta com 250 milhões de usuários ativos e, de acordo com levantamento do próprio Instagram, um terço dos conteúdos mais vistos são de empresas, sendo que 50% das companhias do mundo inteiro criam, pelo menos, um story por mês.

 

O conflito e o herói na storytelling

O storytelling conta com dois elementos fundamentais para tornar uma estória simples em um grande evento, que gera impacto imediato na audiência: a existência de um conflito e a figura de um herói. Como exemplo do bom uso de storytelling, temos o caso do banco Itaú, que desde 2013, vem desenvolvendo a campanha “Isso muda o mundo”. Por meio de uma narrativa atraente, disposta em diversas peças publicitárias, a campanha mostra pessoas realizando ações diárias que fazem a diferença na vida de todos. Com o título de Escolhas, as peças lançam a seguinte pergunta ao consumidor: “E você? O que escolhe hoje?”.

 

Com essa simples indagação, a marca inspira sua audiência a refletir sobre as melhores ações (aqui aparece o conflito, destacando que algo precisa ser feito para o mundo ser um lugar melhor) e dá ao cidadão o poder de fazer a mudança para tornar isso possível (aqui aparece a figura do herói, aquele que vai resolver a situação conflituosa). E através da hashtag #issomudaomundo, estimula o público a compartilhar suas boas ações, além de viralizar a campanha para muito mais pessoas participarem.

 

Storytelling e a nova dinâmica do Stories

O recurso do Stories nas redes sociais permite compilar uma série de imagens e vídeos ao mesmo tempo, e possui a característica de ficar disponível por apenas 24 horas, o que gera uma dinâmica de visibilidade e engajamento diferenciadas. Isso demanda que você tenha um planejamento para saber o que postar e quando postar, com o intuito de manter essa ferramenta sempre ativa.

 

Essa nova dinâmica também te incentiva a produzir um conteúdo criativo, em que com poucas palavras ou com uma única imagem você consiga chamar a atenção do usuário. Afinal, diariamente o público tem diante de si uma quantidade incontável de informações e aquelas que proporcionam uma experiência relevante e inusitada ganham destaque. Elas ficam como a lembrança mais marcante na mente do consumidor e passam a ser referência para as demais empresas.

 

Integrar o storytelling ao Stories das redes sociais se torna ainda mais desafiante. Como fazer para contar de forma atraente uma estória que terá a duração de 24h? Como fazer para estimular o engajamento do consumidor em espaço de tempo tão curto? As respostas para essas perguntas vão depender da sua criatividade, da sua capacidade de pensar fora da caixa, pois os recursos estão a disposição e sai na frente quem sabe aproveitá-los ao máximo.

 

5 dicas para saber como aplicar o storytelling nos Stories

 

Produzir uma minissérie

É, parece estranho pensar em produzir uma minissérie nas redes sociais e mais ainda no Stories, mas essa é uma estratégia possível. A ideia aqui é criar uma estória e contá-la em formato de vídeos curtos, e postá-los no Stories do Instagram, por exemplo. Cada vídeo equivale a um capítulo, que terá a duração de 24 horas. É interessante pensar em um conflito e permitir que o público seja o herói para resolvê-lo. Você poderá engajar os usuários através de enquetes que pedem as respostas “sim” ou “não”. A resposta que tiver maior quantidade de cliques influencia no desenrolar da estória, até que chegue ao capítulo final. Essa é uma ação que vai prender a atenção do público e ainda estimular sua participação direta no desfecho da estória.

 

Lançamento de um novo produto

Você é dono de uma escola de idiomas e pensa em lançar um novo curso online de francês. Melhor do que já divulgar qual vai ser o curso, vale a pena desenvolver uma narrativa no Stories do Facebook dando dicas aos poucos, para criar um ar de mistério. É interessante que essas dicas apareçam de forma criativa, com animações, emojis e efeitos, por exemplo. Antes de apresentar finalmente o produto, você pode gravar uma live pelo Facebook e em uma interação simultânea com os usuários, estimular que eles adivinhem qual é o curso. Aqueles que derem a resposta correta participam de um sorteio e o (a) ganhador (a) poderá desfrutar gratuitamente do curso por um mês, em uma maneira de atraí-lo para se tornar um (a) aluno (a) efetivo (a).

 

Aperfeiçoamento de produtos ou serviços

Se você tem um canal no YouTube pode aproveitar a ferramenta Reels para criar enquetes e saber qual a opinião da sua audiência sobre o conteúdo que vem sendo postado ou para pedir sugestões de novos assuntos para serem abordados no canal. Como a ideia é agregar o storytelling às ferramentas digitais, disponibilizar a enquete de forma tradicional pode não chamar a atenção. Dessa maneira, você pode produzir GIFs animados que contam uma estória e que estão relacionados a cada uma das enquetes. Essa é uma estratégia que remonta àquele famoso ditado de que uma imagem vale mais do que mil palavras.

 

Aumentar tráfego em sites e blogs

Sabemos que o marketing de conteúdo é uma estratégia digital eficiente para aumentar o tráfego em sites e blogs. Mas, sabemos também que alcançar uma boa posição na busca do Google requer esforços contínuos. Você pode usar o Stories para postar vídeos que contam um pouco sobre os últimos tópicos abordados no blog. Cada vídeo pode relatar um tema diferente e, consequentemente, disponibilizar em cada um deles os respectivos links, para que as pessoas cliquem e acessem o conteúdo completo. É importante que essas URLs sejam encurtadas através de plataformas como o Bit.ly ou o Goo.gl para que você possa acompanhar quantos cliques foram dados em cada um dos links.

 

Finalização de vendas

Outra ideia é apresentar seus produtos através de GIFs animados ou vídeos com efeito boomerang para destacar os detalhes mais interessantes de cada um. Cada GIF ou vídeo traz associado o link para a página direta da venda, em uma forma de facilitar a compra por meio de apenas um clique. Ou você pode postar as fotos dos produtos pela metade e estimular que o consumidor deslize o dedo sobre a tela para ver a imagem completa. Se você trabalha com calçados, por exemplo, pode dividir a imagem em duas cores e permitir que no próprio Stories o cliente já selecione a cor preferida e, automaticamente, tenha acesso ao link direto do site para concluir a compra.

Curso de

FUNDAMENTOS DO MARKETING DIGITAL

Curso de

APERFEIÇOAMENTO EM MARKETING DIGITAL (NÍVEL INTERMEDIÁRIO)

Curso de

ESTRATÉGIAS AVANÇADAS DE MARKETING DIGITAL (NÍVEL AVANÇADO)

Curso de

MARKETING DIGITAL E VENDAS PARA O MERCADO B2B

Curso de

Marketing Digital e vendas para o mercado b2b

Curso de

ESTRATÉGIAS DE MARKETING DIGITAL PARA O MERCADO FINANCEIRO

Confira outros artigos

Estratégias com resultados para o seu negócio.

book

válido até 22/04

Curso de

RH NA ERA
DIGITAL