Os 4C’s das Mídias Sociais e sua Carreira

Marketing e Marketing Digital há muito se permeiam. Não há empresa, negócio, serviço, ideia ou persona que possa ser consolidada ou ampliada fora do ambiente digital ou que possa prescindir das Mídias Sociais, uma das vertentes do Marketing Digital, para se conectar a seus clientes e consumidores, engajá-los ou criar novas soluções de forma colaborativa.

Se é assim no mundo dos negócios, por que seria diferente com sua carreira?

Antes de seguirmos, um esclarecimento. Sabe qual a diferença entre Redes Sociais e Mídias Sociais? Rede Social é o relacionamento de pessoas através de um grupo de amigos e Mídias Sociais são as plataformas que utilizamos para nos comunicarmos. Assim, o LinkedIn, por exemplo é uma mídia social para relacionamentos e troca de experiências profissionais. Entre tantas outras Mídias Sociais, temos por exemplo, o YouTube, Facebook, Pinterest, etc.

Para levar sua carreira à era digital, portanto, é possível utilizar o conceito dos 4C’s para o sucesso nas Mídias Sociais, e aplicá-los à carreira para maior efetividade na construção de imagem profissional, projetos de recolocação, transição ou mesmo evolução profissional.

Iniciemos pelo CONTEÚDO. Tudo aquilo que você comunica sobre seu perfil profissional deve ser original: capaz de torna-lo único e diferenciá-lo de outros profissionais. Mais do que isto, deve ser capaz de gerar engajamento. Não me refiro aqui apenas ao currículo, mas a todas as oportunidades de interação em que você terá a chance de contar às pessoas a sua trajetória. O storytelling é um ótimo recurso para reorganizar sua história de vida e carreira, destacando os principais pontos que o tornaram o profissional que você é, as experiências que o moldaram, como suas vivências profissionais se conectam e porquê. O conteúdo é o futuro do marketing e uma boa história, capaz de criar fortes marcas pessoais, cria registros e lembranças na cabeça de sua audiência e por que não dizer, geram vantagens na obtenção de um emprego ou promoção.

Por continuidade, a COLABORAÇÃO entre as pessoas de sua rede de relacionamentos pode ajudá-lo a contar a sua história, ou seja: chefes, pares ou subordinados, antigos e atuais são co-criadores de sua carreira através de testemunhais, depoimentos ou recomendações. São estes os profissionais capazes de dar voz ao que não pode ser capturado em um currículo e muitas vezes acabam por ajudá-lo a recriar sua carreira contando a futuros empregadores que, devido a características pessoais, você pode se candidatar a novos desafios, algo que você talvez nunca tenha feito antes.

Intimamente ligado ao conceito de Capital Social, exploremos um pouco o conceito de COMUNIDADE. Capital Social é o valor gerado pelas conexões que cultivamos em nossas redes de relacionamento, baseados no afeto e confiança e que levará em última instância a colaboração entre pessoas. O capital social traz consigo também os conceitos de laços fortes (relacionamentos diretos) e laços fracos (relacionamentos indiretos). E isto tudo se traduz de uma forma bastante simples: a força que você tem em sua comunidade é diretamente proporcional à quantidade de pessoas que você conhece, à força dos relacionamentos mantidos e à confiança depositada em você. Também diretamente ligado ao engajamento e à colaboração, este “C” é facilmente compreendido, pois somos incapazes de recomendar, retransmitir um currículo ou colaborar quem alguém que mal conhecemos ou a quem potencialmente não gostaríamos de estar ligados. Desta forma, demostrar generosidade e boa vontade é uma grande oportunidade de começar a ganhar alcance (popularidade, proximidade), ressonância (frequência) e relevância (autoridade, credibilidade) e ampliar fortemente a colaboração em sua rede.

Por último, o COLETIVO, ou melhor INTELIGÊNCIA COLETIVA. Assim como a Wikipedia ou Waze, a ideia é que você possa contribua com as comunidades de sua área de interesse e assim comece a ampliar sua influência em seu campo de atuação através da geração de conteúdo relevante ou participação em discussões propostas por outros profissionais.

Assim como os 4C’s das Mídias Sociais falam sobre conteúdo e engajamento entre marcas e consumidores, a aplicação e apropriação destes conceitos conecta sua carreira ao mercado para gerar engajamento, o que significa estar sempre em linha com outros profissionais, mantendo sua carreira sempre atualizada e seu networking vivo e ativo acima de tudo.

Por Luciano Paiva

Luciano Paiva é PCC formado pelo Instituto Ecosocial e afiliado ao ICF. Possui 20 anos de experiência corporativa em marketing, com formação em Propaganda e Marketing pela ESPM, pós-graduação em Administração pela FGV e mestrado em estratégia pelo INSPER. Com extensões em psicanálise pelo Instituto Sedes e técnicas sistêmicas, Luciano atua com Aconselhamento e Coaching de Carreira/Executivo pela Digitalents (www.digitalents.com.br) se dedicando a inspirar pessoas a entender o sentido em suas atividades diárias e aplica-lo em sua vida pessoal e profissional.

One thought on “Os 4C’s das Mídias Sociais e sua Carreira

  1. Responder

    […] toda informação e propaganda estavam inseridas nos grandes veículos de comunicação, hoje as Mídias Sociais possibilitaram uma segmentação muito maior, o que favoreceu o aparecimento e o fortalecimento de […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *